Coronavírus: tudo o que você precisa saber para se proteger

Como se prevenir? É verdade que é possível matar o vírus? Posso me contaminar ao apertar a mão de um infectado? Tire todas as suas dúvidas

Fonte: AsCom Tutuca

02/09/2020 18h06

1. O que é o coronavírus?

 

Coronavírus é o nome de uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias e já provocaram outras doenças, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers).

A doença causada pelo novo coronavírus é a COVID-19. Ela tem esse nome por ser causada por um coronavírus descoberto no final de dezembro de 2019, na China.

Até o mês de setembro, mais de 25 milhões de casos foram confirmados em todo o mundo, sendo quase 4 milhões só no Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Como é a transmissão?

 

Por meio de três formas:

  • Por vias respiratórias. Isso acontece pelo ar e por gotículas provenientes de espirros e da fala de pessoas infectadas;

  • Por contato físico. Quando as gotículas com o vírus alcançam mucosas do olho, nariz e boca por meio de beijos, abraços e apertos de mão, há risco de se contrair a doença;

  • Por meio do contato de superfícies contaminadas. Quando as gotículas com o vírus ficam depositadas em locais como um corrimão ou uma maçaneta, e depois entram em contato com mucosas do olho, nariz e boca.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3. Quais são os sintomas da doença causada por coronavírus?

Os principais sintomas da COVID-19 são tosse seca, febre e cansaço. Alguns pacientes podem sentir dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta ou diarreia. Outros podem ser assintomáticos, isso é, não apresentar nenhum sintoma.

Nos casos mais graves, que geralmente ocorrem em pessoas que já apresentam outras doenças associadas, há síndrome respiratória aguda e insuficiência renal.

É importante lembrar que os sintomas da COVID-19 são muito variados. É importante prestar atenção no seu corpo e procurar um serviço de saúde quando você acha que algo não está bem.

 

4. Como prevenir o coronavírus?

As principais formas de se prevenir contra a COVID-19 é higienizando sempre as mãos e superfícies, como móveis e maçanetas.

Também é muito importante não compartilhar objetos de uso pessoal, como celulares, talheres, copos e chaves.

Mesmo com as mãos limpas, evitar tocar nos olhos, nariz e boca. Esses são o ponto de entrada do vírus no corpo.

Quando estiver em um espaço público ou com outras pessoas, use sempre uma máscara de pano para evitar espalhar gotículas ou respira-las. Assim, você está protegendo as outras pessoas e você mesmo. Clique aqui para aprender a usar as máscaras da maneira correta.

Ah, e é importante lembrar de sempre manter a distância mínima de um metro entre as pessoas mesmo com a máscara.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5. É possível se contaminar com aperto de mãos ou abraços?

 

Sim. Para infectar uma pessoa, o coronavírus precisa sair do corpo de alguém que está doente e entrar no organismo de outra pessoa. Ao tossir, falar ou espirrar, por exemplo, o vírus se espalha por meio das gotículas.

A proximidade da pessoa doente com a saudável pode permitir que o vírus entre no corpo da outra pessoa. Por isso é importante o uso de máscaras, o distanciamento social e lembrar de nunca cumprimentar os amigos ou colegas com beijinhos ou apertos de mão.

 

6. A partir de quantos dias começam os sintomas da COVID?

 

O início dos sintomas começa entre 1 a 14 dias depois que o coronavírus infectou o corpo. Ou seja, uma pessoa pode ter se contaminado com o vírus e só começar a ter sintomas depois de duas semanas. Porém, como o coronavírus já está no seu corpo, essa pessoa corre o risco de transmitir o vírus para os outros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7. O coronavírus pode ser transmitido por pacientes assintomáticos?

 

Sim. Estudos mostram que até 40% das transmissões do coronavírus são pessoas assintomáticas, aquelas que carregam o vírus mas não exibem os sintomas.

 

 

8. É possível pegar duas vezes o coronavírus?

 

Foram descobertos em Agosto de 2020 alguns casos de pessoas que pegaram mais de uma vez a COVID-19. Como a doença ainda é muito nova e não há muitas informações, a melhor aposta é a prevenção.

 

 

 

 

 

 

9. Como lavar as mãos corretamente?

 

As mãos devem ser lavadas com água e sabão por, no mínimo, 40 segundos. Como é meio chato ficar contando até 40 toda vez que for lavar as mãos, uma solução bem legal é cantar a música do “Parabéns Pra Você” duas vezes seguidas.

Uma outra coisa importante é que a higiene seja completa, incluindo lavar debaixo das unhas e nos pulsos também.

Se estiver na rua ou não conseguir lavar as mãos com água e sabão, busque sempre fazer a higienização com álcool gel.

 

10. Qual o jeito certo de tossir e espirrar?

 

Para evitar espirrar gotículas e ajudar a espalhar o vírus, o ideal é que a pessoa use um lenço de papel para cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar. Isso é muito importante principalmente quando estiver em lugares públicos.

Caso a pessoa não tenha um lenço, deve tossir ou espirrar na parte de dentro do braço, e não na mão. Isso porque nós usamos as mãos para tocar objetos e superfícies e podemos espalhar o vírus para esses locais se estivermos contaminados.

 

11. Qual o tipo de álcool recomendado para higienizar as mãos e superfícies?

 

A recomendação dos médicos é o álcool na concentração de 70%, ideal para matar bactérias, fungos e vírus.

 

12. Quais produtos de limpeza matam o coronavírus?

 

O coronavírus pode ser morto por produtos de limpeza desinfetantes de fácil acesso, como álcool 70%, água sanitária e água com sabão.

 

13. Como é feito o tratamento?

 

Como é uma doença nova, ainda não existe tratamento específico contra a COVID-19.

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento indicado é repouso e consumo de bastante água. As medidas adotadas para aliviar os sintomas são:

  • Medicamentos para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).

  • Umidificador no quarto ou banho quente para aliviar a dor de garanta e tosse.

É importante sempre procurar um posto de saúde se você ou alguém próximo apresentar os sintomas da COVID-19.

 

 

14. Existe vacina contra o coronavírus?

 

Até Setembro de 2020, ainda não há uma vacina disponível para o coronavírus.

Porém, vários testes estão sendo realizados em humanos para ver se as vacinas desenvolvidas nos Estados Unidos, Rússia e China são seguras e podem ser uma solução para a pandemia.

15. Tem algum remédio que protege contra o coronavírus?

 

Até Setembro de 2020, não existe nenhum medicamento específico para prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

Por isso, busque manter os cuidados de sempre com a sua saúde, praticar exercícios físicos e ter uma alimentação balanceada.

 

16. O coronavírus tem cura?

 

Ainda não existe uma cura para o coronavírus. Porém, muitas pessoas saudáveis conseguem combater o vírus e não desenvolvem complicações graves da doença.

 

17. Qual a taxa de letalidade do coronavírus?

 

Chamamos de taxa de letalidade o índice que pacientes que pegam uma doença vem a falecer. No caso da COVID-19, esse índice é 0,6%.

Vale lembrar que pessoas com outras condições de saúde pré-existentes, como diabetes ou problemas cardíacos, assim como os idosos, fazem parte do grupo de risco e estão mais vulneráveis a complicações da COVID.

 

18. O que é uma pandemia?

 

A Organização Mundial de Saúde declarou que a situação do coronavírus é uma pandemia no dia 11 de março de 2020. Isso significa que a COVID-19 está presente em muitos lugares do mundo e ainda não foi controlada, infectando muitas pessoas em todos os países.

19. Acho que posso estar com COVID. O que eu faço?

 

Nessas situações, a orientação do Ministério da Saúde é ficar em casa por 14 dias para evitar espalhar o vírus e só procurar um hospital ou posto de saúde se o problema se agravar.

Vale lembrar que muitos casos da COVID-19 são leves e não têm complicações. É como se a pessoa estivesse com uma gripe forte. Nestes casos, é importante evitar sair de casa, ficar em repouso e tomar bastante água. 

 

20. Onde eu posso fazer o exame para saber se tenho o coronavírus?

 

Tanto o SUS quanto várias clínicas e hospitais particulares estão realizando os exames para pessoas com suspeita de coronavírus. Caso esteja com sintomas da COVID-19, telefone para o hospital ou posto de saúde mais próximo da sua casa e siga as instruções informadas.

 

21. Quanto tempo o coronavírus sobrevive em uma superfície ou no ar?

 

Os pesquisadores ainda não conseguiram estimar quanto tempo o coronavírus sobrevive fora do corpo humano. Por isso, é importante seguir as medidas de prevenção: higienizar sempre as mãos, evitar tocar no rosto e nunca compartilhar objetos.

 

22. Da onde surgiu o coronavírus?

 

Assim como a maioria dos outros coronavírus, o vírus que causa a COVID-19 é originário dos morcegos. O primeiro caso foi registrado na cidade de Wuhan, na China. 

 

23. Animais de estimação podem passar o coronavírus?

 

Segundo os especialistas, não há estudos que comprovam que animais de estimação possam transmitir a doença.

No caso de animais que circulam na rua ou em espaços públicos, como a área comum de condomínios e prédios, é sempre importante fazer a higienização das patinhas e focinho do animal com um pano umedecido.

 

24. Crianças podem pegar o coronavírus?

 

Sim, como todas as pessoas, as crianças também podem pegar o coronavírus. O maior risco nesse caso é que as crianças espalhem para seus familiares dentro de casa, incluindo idosos e membros mais vulneráveis da família.

É importante reforçar com as crianças as práticas de prevenção e higiene, como lavar sempre as mãos com água e sabão e manter a distância de 1 metro de outras crianças.

 

25. Grávidas correm mais riscos?

 

Como a COVID-19 é uma doença muito nova, os médicos ainda não sabem se as grávidas correm mais risco. É importante que as gestantes tenham os mesmos cuidados que as outras pessoas para se prevenirem.

Em caso de febre, tosse ou dificuldade para respirar, procure assistência médica. Telefone antes de ir para o hospital ou posto de saúde e siga as instruções passadas. 

As gestantes e as puérperas, incluindo aquelas afetadas pela COVID-19, devem seguir com suas rotinas de acompanhamento médicos e pré-natal.

 

26. Gestantes podem transmitir o coronavírus para o bebê?

 

Ainda não sabemos se uma gestante com COVID-19 pode transmitir o vírus para seu bebê durante a gravidez ou o parto. Até o momento, nenhum caso como esse foi registrado.

 

27. Mulheres com suspeita de coronavírus podem amamentar?

 

Sim, as mulheres com COVID-19 podem amamentar se assim o desejem.

Alguns cuidados devem ser tomados: usar máscara sempre que possível, lavar as mãos antes e depois de tocar no bebê e manter as superfícies limpas.

 

28. Que cuidados devemos tomar ao usar o transporte público, como ônibus, trens e metrô?

 

Como nós tocamos muitas superfícies quando estamos nesses lugares, como para se segurar no ônibus e no metrô, é importante lembrar das regras de distanciamento e higienização:

  • Manter uma distância de pelo menos 1 metro das outras pessoas sempre que possível;

  • Não tocar nos olhos, nariz e boca antes de lavar as mãos, principalmente quando estiver dentro do transporte;

  • Cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar. Você pode usar o braço para cobrir, mas nunca com as mãos;

  • Limpar com álcool os objetos tocados frequentemente nesses meios, como o celular e o cartão de transporte.

29. Como se prevenir contra o coronavírus na praia?

 

Com a chegada de dias mais quentes, muitas pessoas aproveitaram para visitar as praias no Rio. Porém, muita gente anda esquecendo de manter as práticas de distanciamento social e uso de máscaras.

Mantenha sempre a distância de um metro das outras pessoas e não compartilhe objetos de uso pessoal, como sacolas, embalagens de protetor solar e alimentos.

 

30. O que as empresas podem fazer para ajudar a prevenir o COVID-19?

 

Nos locais de trabalho, é importante manter sempre a higiene do espaço e as recomendações de prevenção individual, como manter um metro de distância e não usar objetos compartilhados.

Se possível, adote um esquema de trabalho de casa com os seus funcionários ou crie equipes alternadas para que todos não estejam no escritório de uma vez só.

 

© 2019  Gustavo Tutuca                                                                                                                                                                                         TRANSPARÊNCIA

  • Facebook Black Round
  • Google+ Black Round
  • Tumblr Black Round